CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?

Publicado: julho 31, 2015 em Arquivo BFC!

Capa_Final_CO2_22_07_baixaFinalmente, saiu hoje de gráfica o livro “CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?“, depois de 8 anos de estudos, pesquisas e análises, e depois de 4 anos escrevendo, compilando, revisando…
A DBO Editores lançou o livro “CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?”, autoria deste blogueiro, jornalista Richard Jakubaszko, e que tem coautoria de cientistas como o físico e climatologista Luiz Carlos Baldicero Molion, professor aposentado da Universidade Federal de Alagoas, e de José Carlos Parente de Oliveira, também físico, professor da Universidade Federal do Ceará. Os autores são céticos em relação às propaladas questões do aquecimento global e das mudanças climáticas. No livro, apresentam inúmeras respostas e contestações aos problemas e acusações formuladas pelos ambientalistas, muitas delas criminalizando os produtores rurais. Jakubaszko diz que “o CO2 é o gás da vida, sem ele a agricultura e as florestas não existiriam, e não haveria vida, pois a fotossíntese não seria possível”.

Outros técnicos estão presentes no livro, onde se destacam o geólogo Geraldo Luís Lino, os engenheiros agrônomos Odo Primavesi, Fernando Penteado Cardoso, Evaristo de Miranda, e o agrometeorologista Ângelo Paes de Camargo (in memoriam). Eles demonstram, conforme Jakubaszko, que “o enunciado ambientalista carece de provas científicas e não está comprovado, mas os governos e a sociedade comportam-se de forma emocional nesse tema, e se está construindo uma legislação restritiva que engessará as gerações futuras, tudo isso para cumprir uma agenda política, patrocinada por interesses econômicos, conforme denunciamos no livro”.

“A obra tem leitura acessível e pretende abrir debates sobre o assunto, atualmente inexistente, e que já virou um quase dogma do pensamento único”, enfatiza Molion.
De acordo com Jakubaszko, o livro é “Uma biografia não autorizada do clima, e contesta através dos autores a questão do CO2, das mudanças climáticas, a emissão de metano pelos bovinos, e a utopia de se pretender emissão zero de carbono, apenas para atingir propostas políticas e objetivos econômicos inconfessáveis, mas que são detalhados um a um no livro, ou seja, damos nomes aos bois”.
Entre os objetivos da obra, registra Jakubaszko, “está o de abrir um debate público, pois não existe debate, e tampouco nenhuma prova científica do aquecimento, e muito menos de que o CO2 antropogênico seja o responsável por esse pré-apocalipse com que os ambientalistas nos ameaçam”.

O livro não está à venda em livrarias, mas apenas em sites especializados e na DBO Editores (com Cristiane: fone 11 3879.7099), ou ainda pelo e-mail co2clima@gmail.com

Ficha técnica:
CO2 aquecimento e mudanças climáticas: estão nos enganando?
ISBN: 978-85-69495-00-0
2015 – 284 p., R$ 40,00 mais despesas postais.

Fonte: richardjakubaszko.blogspot.com.br/

Anúncios
comentários
  1. Edgard Bottini disse:

    Há quem acredita em tudo e há os que procuram entender. Por algum tempo os segundos podem ser chamados de céticos, mas quando eles pesquisam em busca da verdade passam a ser aqueles que sabem e que têm como provar. Neste caso o autor tem autoridade, não é daqueles que “acham” e vivem emitindo opinião. Desejo sucesso nesta edição e espero que os deslumbrados acordem, principalmente os pertencentes ( surpreendentemente) aos meios acadêmicos.

  2. fernando disse:

    O pior José, é que até na área climática estamos sendo enganados… a temperatura da terra aumentou conforme o aumento da atividade do sol aumentou nos ultimos anos, como a própria NASA percebeu através das explosões solares frequentes que aumentam a incidência de raios solares sobre o planeta. O gás carbônico é resultado da queima do oxigênio através de um material combustível. Ou seja, o ar é consumido pela combustão de um material. Por isso quando alguém acende uma tocha em um local escuro aonde o ar é rarefeito, este alguém deve apagar a mesma tocha para que seu corpo não esteja a competir pelo mesmo ar com o fogo desta tocha. Quando a tocha consome o ar, assim como as árvores e os seres em sua maioria consomem, liberam gases provenientes do processamento deste oxigêncio através do seu corpo. O oxigênio em sua maioria, neste planeta, é liberado por organismos presentes nos mares e ocenos deste planeta e este oxigênio é consumidos por seres tanto animais quanto vegetais, em sua grande maioria. Até aqui podemos concordar, que se houvesse um tsunami e acabasse com todas as árvores e animais de uma hora para outra, o planeta ainda continuaria respirável. Acontece que, com a dminuição de árvores o sol incidiria diretamente no planeta sem nenhum tipo de filtro e consequentemente aumentaria a sensação térmica de calor, proveniente do sol incidioso. É a mesma coisa que ir a um parque: o ser permanecer debaixo de uma árvore ou permanecer diretamente exposto ao sol, não significará o aumento do aquecimento global, mas o aumento da sensação térmica do seu corpo proveniente do sol… tão somente. Não estou dizendo para destruimos tudo já que não importa para nós mesmo, pelo contrário, que respeitamos todas as formas de vida animais e vegetais, também estou dizendo que esta não é a causa do aquecimento global, mas a causa do aquecimento global é proveniente do aumento da incidência destes mesmos raios solares provenientes do sol; que está sendo escondida por estes mesmos conspiradores de um suposto aquecimento global, e por seus cientistas assalariados. É a mesma coisa que um bando de pessoas ao redor de uma fogueira reclamarem do aquecimento de seus corpos causado pela queima da madeira e ao invés de apagarem a fogueira, culparem o excesso de gases liberados pela queima da madeira como a possível causa do aquecimento de seus corpos e não o calor ocasionado pela queima da madeira. Assim, digo o mesmo no caso do calor proveniente do sol. Então, estes mesmos conspiradores, baixam um decreto para abolirem todas as fogueiras ao redor do planeta e pedem muito dinheiro para guardarem em seus bolsos. Ao invés de simplesmente apagarem a fogueira para sentirem seus corpos mais resfriadinhos pelo frio oceânico. Culpam gases liberados pela fogueira como a provável causa deste aquecimento dos seus corpos, ao invés de culparem o calor proveniente da queima da madeira que comumente dá-se o nome de fogueira; e para piorar informam que estão começando uma batalha contra os gases liberados pela fogueira, pois informam que estes gases estão derrotando uma camada invisível no globo terrestre chamada de titio Ozônio. Ao invés de simples mente falar o fato de que o aquecimento de seu corpo é causado pelo calor proveniente da combustão da madeira ou o aumento dos raios solares e se quiserem diminuí-lo ou que encaminhem seus corpos para um abrigo ou que apague o sol e a fogueira. Então, ao mesmo tempo que o aquecimento do planeta é proveniente de raios solares emitidos pelo sol e não gases emitidos por algumas usinas e veículos ao redor do planeta que destroem uma suposta camada que aumentam a incidência de raios solares. Embora os gases, possam sim eu concordo, alterar o microclima temporario de uma determinada região enquanto estiverem a ser emitidos e causem uma diminuição temporária da qualidade do ar enquanto são expelidos neste local; assim como, a fumaça de uma fogueira prejudica a qualidade do ar respirável pelo ser humano no local aonde estiver sendo emitida, enquanto estiver sendo emitida é importante frisar. Mas o oxigencio do planeta vêem dos mares e oceanos. A sensação de aquecimento vem do sol, mas a falta de árvores aonde possamos nos abrigar o corpo dos raios solares não significa um aquecimento do planeta ou a falta de oxigênio no planeta, pois tanto as árvores quanto os animais, respiram o oxigenio liberado pelos oceanos e este não é prejudicado por algumas fábricas ou carros trafegando por ai! E muito menos por gases de animais expelidos pela bufunfa, como nos fizeram chegar ao absurdo de estarmos a crer. Talvez estes gases até compitam temporariamente com o oxigênio liberado pelo oceano enquanto estiverem a serem emitidos e prejudique o oxigênio em determinadas áres do planeta aonde houverem mais indústrias… mas destruir o oxigênio liberado pelos oceanos ou aumentar permanentemente ao potno de prejudicar a renovação do oxigênio emitida pelos oceanos e destruindo uma tal camada de ozônio é besteira; é conversa para boi dormir, de empresários que querem arrancar mais dinheiro de estados pobres e inocentes pelo planeta supostamente culpados pelo aquecimento global. A não ser que forçacemos todas as vacas do planeta a peidar sem parar e construissemos inustrias todas as casas residenciais do planeta não seriamos capazes de reverter facilmente a emissão de oxigênio pelo planeta e transformássemos o oxigênio do planeta em CO2. Não bastando que estes empresários poluissem temporariamente o ar da cidade na hora do rush, graças a deus, o ar do planeta diferentemente do oxigencio é constantemente renovado pelos oceanos depois do expediente para um novo dia neste planeta. Estes mesmos empresários que emitem títulos falsos ou derivativos através do governo com fundos falsos em nome do governo, para arrancar dinheiro do povo através de impostos, ainda vêem com essa! Como se existissem fábricas trabalhando noite e dia por todo o planeta emitindo gases 24 horas por dia, para competirem com o oxigenio dos oceanos e assim prejudicar a renovação diária do oxigênio. Isso seria muito dfícil, só se transfromassemos todos nós, nossas casas em fábricas e emitissemos CO2 constante mente, o máximo possível, 24 horas por dia sem parar para poder competir com o oxigenio liberado pelos oceanos! É melhor o povo acordar que estes camaradas querem sugar o povo para financiar guerras e destruição pelo planeta, além de viagens para o espaço para fugirem quando destruirem tudo por aqui com bombas atomicas.

    fernando
    Posted novembro 28, 2015 at 3:41 PM
    http://ciclovivo.com.br/noticia/estudo-da-nasa-comprova-que-amazonia-absorve-mais-co2-do-que-libera/

  3. Amigos do FakeClimate,
    há um preço especial para vocês do livro: R$ 30,00 é enviar e-mail ou ligar pelo fone indicado no post acima, Se for pegar o livro pessoalmente a dedicatória é de graça, e ainda ganha um cafezinho espresso.

Exercite seu ceticismo

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s